Confira as regras de Como Sacar o PIS

Afinal, Como Sacar o PIS? Para ter acesso a esse benefício é necessário que você cumpra com alguns requisitos indicados pela própria Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). Não conhecer essas regras faz com que diversas pessoas percam o seu direito ao benefício.

Diante disso, ao longo deste post serão apresentadas informações relevantes sobre as regras para ter acesso ao PIS. Assim, você poderá ir em busca desse direito e sacar o dinheiro de uma maneira rápida, prática e eficaz. Confira:

 

1 – Como sacar o PIS: entenda o que é esse benefício

Antes de aprender como sacar o PIS é importante que você conheça mais sobre o que é esse benefício. De maneira geral, o PIS é um pagamento realizado anualmente que pode variar entre R$80,00 a R$954,00, dependendo do tempo de trabalho realizado no ano de referência.

Contudo, para ter acesso a esse tipo de benefício é necessário que o trabalhador atenda aos seguintes pré-requisitos:

 

  • Ter trabalhado com carteira assinada por no mínimo 30 dias no ano
  • Ter ganhado no máximo dois salários mínimos mensal
  • Estar inscrito no PIS/Pasep há no mínimo cinco anos
  • A empresa ter registrado os dados do colaborador no sistema governamental

 

2 – Descubra o que é o Fundo PIS/Pasep

Provavelmente, você já deve ter lido ou escutado sobre o fundo do PIS/PASEP. Mas você sabe quem tem direito a ele? Bom! Esse é um benefício governamental que está disponível para trabalhadores que foram contratados por empresas privadas ou públicas, entres os anos de 1971 e 1988.

Contudo, recentemente o governo federal realizou algumas alterações sobre o saque desse direito. A principal delas foi a liberação do fundo PIS/PASEP para beneficiários das mais variadas idades.

Vale a pena ressaltar, que esse direito foi a conversão da lei 13.677/18 para a medida provisória MP 813/17. Para obter mais informações sobre essa atualização governamental, conheça abaixo as atuais regras desse benefício e o históricos das mudanças.

 

3 – Quem tem direito ao PIS hoje

O Fundo PIS/PASEP já está disponível desde o dia 08 de agosto de 2018. Esse período se estende até o dia 28 de setembro, que é quando o saque do benefício volta a ser restrito para aquelas pessoas que se enquadram em pelo menos um dos critérios indicados abaixo:

 

  • Ter idade igual ou superior a 60 anos
  • Ser aposentado do INSS
  • Possuir algum tipo de invalidez
  • Ter sido diagnosticado com câncer
  • Ser portador do vírus HIV
  • Ter alguma das doenças consideradas como graves e listadas na portaria interministerial do Governo Federal
  • Ser idoso ou uma pessoa com deficiência que recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC)
  • Transferência para reserva remunerada no caso de militares
  • Em caso de morte do trabalhador, a sua família pode fazer o saque

 

4 – Histórico das mudanças do Fundo PIS/PASEP

Até meados de dezembro de 2017, as cotas do Fundo PIS/PASEP podiam ser sacados por pessoas com idade mínima de 70 anos. Contudo, quando a medida provisória 797/17 entrou em vigor em dezembro, essa faixa etária foi alterada:

  • 62 anos para mulheres
  • 65 anos para homens

No entanto, ainda em janeiro de 2018 ocorreu outra importante alteração nessa lei, quando o governo publicou a medida provisória MP 813/17. Com ela a nova idade de saque, mudou para:

  • 60 anos ou mais, tanto para homens quanto para mulheres

Em agosto de 2018, essa medida foi alterada novamente pelo Congresso Nacional, para permitir temporariamente o saque de todos os cotistas independentemente da faixa etária.

 

5 – Como sacar o PIS

É muito simples sacar o PIS, esse processo pode ser realizado por qualquer pessoa de uma maneira prática e sem burocracia. Para isso, o beneficiário só precisa seguir algumas indicações para ter acesso ao seu dinheiro. São elas:

 

  • Dirigir-se a uma agência da Caixa ou Casa lotérica com documentos de identidade e o cartão cidadão em mãos
  • Solicitar ao atendimento da instituição o saque do seu benefício. Isto é, se você cumprir com o calendário de pagamento do PIS
  • Depois, é só retirar o seu dinheiro

 

É importante destacar que o beneficiário precisa estar atento às datas de liberação de pagamento do PIS. Caso contrário, você poderá perder a chance de ter acesso ao dinheiro do seu benefício.

Além disso, caso ainda tenha alguma dúvida quanto ao seu direito a ter acesso a esse benefício você pode procurar a agência da Caixa Econômica mais próxima.

 

6 – Como fazer uma consulta ao valor para receber

Desde 2015, o abono salarial passou a ter o valor proporcional a todo o tempo de serviço que o trabalhador possui dentro da empresa.

O cálculo do abono salarial inclui o número de meses trabalhados no ano-base de serviço. Esse valor é multiplicado por 1/12 do valor do salário mínimo que está vigente no prazo de pagamento.

Para fazer a consulta da tabela de valores, o beneficiário precisa ficar atento ao calendário de pagamento. Afinal, é através dele que são disponibilizadas informações sobre a data de recebimento, que varia de acordo com o mês de aniversário de cada beneficiário.

Uma vez constatado que você tem direito a receber o abono salarial, entre em contato com a Caixa Econômica Federal e solicite a consulta ao saldo do PIS.

O atendente poderá informar qual o valor do saque que você pode fazer. Além disso, ainda é possível fazer a consulta em qualquer central de autoatendimento do banco.

 

 

Ao longo deste post você pode descobrir não só quais são as regras de Como Sacar o PIS, como também as mudanças que ocorreram ao longo dos anos com relação a esse benefício.

Agora que você sabe que tem direito ao abono salarial, não perca a oportunidade de sacar o seu dinheiro dentro do período estipulado no calendário apresentado pelo Governo Federal.

Ao perder a data para a retirada do dinheiro do abono salarial, você também não poderá sacá-lo posteriormente. Apenas no ano seguinte, sempre que continuar se enquadrando no perfil de beneficiários e realizar o saque de acordo com o calendário.