Descubra como sacar o PIS em 2018

Você sabe Como sacar o PIS? Apesar de ser considerado um dos principais benefícios atribuídos ao cidadão brasileiro, muitas pessoas ainda sentem dúvidas com relação a melhor maneira de sacar o abono salarial.

Assim, para ajudar você a receber essa renda extra, ao longo deste post serão apresentadas informações valiosas sobre a melhor maneira de fazer o saque do PIS. Isso inclui quem realmente em direito a receber o abono salarial em 2018. Confira:

 

1 – Como sacar o PIS em 2018

Diferente do que muitas pessoas imaginam, sacar o PIS é muito simples e prático. Tanto, que qualquer beneficiário poderá realizar esse saque sem nenhum tipo de burocracia ou demais impedimentos que dificultam a retirada desse abono salarial.

Veja bem, se você tem direito de receber esse benefício, tudo que precisa fazer é seguir alguns passos e sacar o seu dinheiro sem nenhum problema. Veja abaixo quais são eles:

 

    • 1º Passo: Dirija-se a uma agência bancária da Caixa Econômica Federal mais próxima de você ou a uma Casa Lotérica
    • 2º Passo: Com os seus documentos pessoais em mãos e o cartão cidadão, procure um atendente

 

  • 3º Passo: Solicite o saque do seu PIS

 

 

Mas atenção! Para que você possa ter sucesso e sacar o seu PIS, é preciso que ele esteja dentro do período de saques. Caso contrário, você não poderá fazer a retirada do seu dinheiro.

Esse período começa a entrar em vigor desde a data em que o seu pagamento foi liberado. Por isso, é de suma importância que você fique atento ao calendário de saque do PIS.

 

2 – Quais são as datas de pagamento do PIS

De maneira geral, as datas de pagamento do PIS são divulgadas pelo próprio Governo Federal anualmente. Assim, os beneficiários poderão receber o dinheiro de acordo com calendário PIS de 2018, que é liberado até a data de 30 de junho.

Por meio dele, você poderá conferir qual o prazo para o saque do seu benefício. É preciso ficar atento a essas datas, pois se o saque do benefício não for realizado até a data limite estipulada no calendário, você poderá perder o abono.

Isso mesmo, o dinheiro do PIS pode ser perdido definitivamente, sem possibilidade de recuperação caso o beneficiário não realize o saque de acordo com as datas do calendário. Isso geralmente acontece quando os beneficiário ignoram os avisos emitidos pelo Governo Federal.

 

3 – Como fazer o saque do PIS fora do calendário

A única maneira de fazer a retirada do abono salarial antes das datas estipuladas no calendário é quando o beneficiário possui alguma doença grave. Um exemplo disso são os portadores de AIDS ou aquelas pessoas que sofrem com algum tipo de Câncer e estão em estado grave.

Nesses casos, é preciso pedir judicialmente a liberação do PIS antes mesmo que o benefício seja liberado pelo Governo Federal. Contudo é importante destacar que, apesar da justiça só prever a liberação do benefício nesses casos, ainda é possível obter o mesmo privilégio em outras situações.

Isso ocorre, porque alguns juízes compreendem que existem diversas outras doenças crônicas tão graves quanto as citadas anteriormente. Nesses casos, é necessário que o beneficiário comprove a gravidade da patologia por meio de exames e relatórios médicos.

 

4 – Como sacar o PIS: Quem tem direito

Antes de aprender como sacar o PIS é preciso que você também se certifique de que realmente tem direito a esse benefício. De maneira geral, para realizar o saque é preciso se enquadrar no perfil definido pelo Governo Federal.

Para isso, é necessário cumprir 4 requisitos fundamentais indicados na própria CLT, são eles:

 

Estar devidamente inscrito no PIS

O primeiro requisito para que você seja considerado um beneficiário consiste em ter uma inscrição no PIS há 5 anos ou mais. Caso contrário, não será possível sacar o valor desse benefício.

 

Ter trabalhado no ano anterior

Veja bem, para que você possa ter direito ao PIS é crucial que tenha trabalhado pelo menos 30 dias consecutivos no ano anterior. Além disso, é necessário que nesse período de tempo a sua carteira tenha sido assinada por uma pessoa jurídica.

 

O nome deve estar presente na RAIS

O seu nome deve constar na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) entregue pela pessoa jurídica ao Ministério do Trabalho. Essa é uma comprovação de que você realmente cumpriu com o tempo de serviço indicado anteriormente.

Ter recebido no máximo 2 salários mínimos

Isso mesmo, antes de saber como sacar o PIS é necessário que a sua remuneração tenha sido igual ou inferior a 2 salários mínimos mensais. Caso o valor recebido tenha passado por variações, será feita uma média dos salários dos meses trabalhados.

 

É importante destacar que aquelas pessoas que têm as suas carteiras assinadas por pessoas físicas, como é o caso das empregadas domésticas, não podem usufruir desse tipo de benefício.

Além disso, algumas classes de agricultores que passam pelo mesmo processo de contratação, não podem recorrer ao PIS quando desvinculados do trabalho.

Caso tenha alguma dúvida quanto a se tem ou não direito ao PIS, acesse o site da Caixa Econômica Federal. Nele, você poderá encontrar todas as informações complementares para saber se poderá ou não fazer o saque desse benefício.

Mas isso não é tudo, nele também estão indicadas as datas para recebimento do PIS, isso inclui os períodos limites para saques. É imprescindível que você esteja atento a essas datas para não perder o benefício.

 

Então, agora que você sabe como sacar o PIS em 2018 o que acha de usufruir desse direito seu? Para tanto é importante que você mantenha-se atualizado, preste atenção aos prazos e condições necessárias para ter acesso ao PIS.

Caso, você já tenha adquirido esse benefício é necessário obter mais informações na agência da Caixa Econômica ou lotérica mais próxima de você.Sem dúvida, esse é um dos benefícios sociais mais importantes que o trabalhador tem acesso. Por essa razão, busque garantir que ele seja respeitado e não perca a oportunidade de ganhar uma renda